terça-feira, 14 de outubro de 2008

As fotos do Porto, do Neca, da Sara e do Luís

O luís continua mesmo lindissimo!! (e rodeado por miúdas giras!!)
A Catarina e o Duarte (mais um casalinho fait à Paris)
Com este olhar, o só Neca pode estar a olhar para um novo produto da Apple!!


A Lena, a Catarina, a Sara e o Luís, eu, a Inês e o Neca

terça-feira, 30 de setembro de 2008

O Porto, o Neca, a Sara e o Luís

Na semana passada recebi uma sms no meu telemóvel que caiu que nem uma bomba e causou alvoroço em toda a Lisboa: o Luis e a Sara iam juntar-se e constituir um "Petit Coin de Paradis" no Porto!! Pois, "leram bem" lol!
Como fui apanhada totalmente de surpresa decidi vingar-me e fazer uma surpresa eu própria!!! Fiz uma visita surpresa ao Porto, tendo chegado no Sábado ao final da tarde e voltado no Domingo à noite. À chegada o Neca levou-me logo a dar uma volta pela cidade na sua mota cheia de cilindrada, e passámos pelos sitios mais típicos: o centro da cidade e a zona da marginal, a Ribeira, a Foz, o edificio transparente! e a "rotunda da anémona", a Casa da Música e já quase no fim a Quinta do Aleixo (local mítico do tráfico nortenho) :p
Chegada a hora, e metido o micro-ondas (prenda!) no PORTA-BAGAGENS, fomos buscar primeiro a Catsy e depois a Inês. Seguimos para o destino final, e, tal como combinado, entraram todos menos eu, que fiquei um bocadinho escondida no piso 0 à espera para subir com o micro-ondas. Qual não foi o ar de incredulidade quando a Sara e o Luis me viram à entrada! Festejámos imenso o reencontro, metemos a conversa toda em dia - dentro do possível -, cusquei a casa de uma ponta à outra (claro!) e meti-me a par de todas as novidades. Jantámos animadamente na sala, numa espécie de refeição volante que tanto fez lembrar os tempos idos de Paris. A nós e à Racks, que já lá estava, juntou-se mais tarde o Mesquita. O resto da noite foi passado entre a esplanada do café "Piolho" (onde também reencontrei o Duarte) e as Arcadas de Paris, nome mais que apropriado para a ocasião!
Domingo foi passado com o "nequinha" e com o Nuno (o irmão, também futuro Sr.Dr.). Levantámo-nos tarde, conversámos sobre temas comuns ao almoço e ainda deu tempo para dar um saltinho a um apartamento em pleno Porto (o da prima deles), com tudo o que havia de mais antigo -desde as escadas ao próprio apartamento em si-, ao Via Catarina e ao Mercado do Livro.
Adorei mesmo o fim de semana, a surpresa, a quebra da rotina e ficam prometidas as fotos para deixar todos os leitores roídos de inveja :p
P.S - Obrigado Neca!!

quarta-feira, 24 de setembro de 2008

Esta tinha mesmo que postar!!!!

Estava aqui a ler as noticias do jornal Expresso quando me deparei com esta, no minimo hilariante: "Francesas pagam para recuperar a virgindade"... e ainda por cima acompanhado de um vídeo, para que não restem dúvidas!!
Espreitem lá:
http://aeiou.expresso.pt/gen.pl?p=stories&op=view&fokey=ex.stories/409724

Há coisa de 2 ou 3 anos, ouvi falar já não sei onde de um creme que era produzido na China e que, aplicado na dita-cuja, levava à formação de uma espécie de membrana que pretendia então simular a existência de um hímen. Na altura lembro-me de pensar que aquilo aplicado em excesso ainda levava era à formação de uma autêntica rolha, tornando-se então a "brincadeirinha" asiática uma fonte de infecções e outros problemas. Agora, isto a nível cirúrgico deve ser uma coisa completamente diferente!
Gostava de chamar a atenção para a seguinte frase: "(...)São sobretudo muçulmanas ou católicas convictas às portas do casamento (...) que mais procuram os serviços das clínicas que realizam a himenoplastia". Católicas convictas?! Daquelas que dizem "querido, ai não mas atrás pode ser, que eu quero ser virgem até ao nosso casamento"?! Perdoem-me ser tão directa mas acho isto ridiculo! Não existem coisas como "voltar a ser virgem" porque a virgindade não pode nem deve ser considerada simplesmente como a ruptura de uma membrana! Uma mulher que tenha um hímen de formato perfurado (sim, os hímens podem ter várias formas e feitios......) e que nunca tenha tido relações sexuais não deixa de ser virgem por causa disso... assim como uma mulher que rompa o hímen durante uma actividade acrobática por exemplo.. Em pleno séc. XII devia-se dar importância a coisas verdadeiramente importantes como o sentimento presente no acto de uma "entrega", quer haja um hímen ou não.. Não há inocência, ingenuidade ou sequer honestidade que possam ser substituidas por uma cirurgia!

quarta-feira, 17 de setembro de 2008

The day after

Já passou imenso tempo desde a última vez que escrevi... apesar de nunca mais "ter dito" nada, nunca me esqueci que este espaço existia e o quanto significa para mim. Acho que nunca pensei seriamente se devia continuá-lo ou não; a verdade é que ele foi o espelho de uma fase, um lugar para desabafos, um diário muito pouco secreto mas que durante a minha estada em Paris fazia sentido manter. Agora que voltámos à "real life" não sei se terei muito para contar!.. De qualquer das formas, para os (poucos) que ainda se devem manter fiéis apesar da minha ausência, vou fazer um breve apanhado destes 2 meses de verão.

Logo 1 semana após chegar, e como sabia que todos os meus amigos ainda se encontravam em aulas e portanto eu iria estar provavelmente sozinha, comecei um estágio no Hospital Santa Maria na área da Reprodução Medicamente Assistida, e outro de Otorrino. Se o primeiro (embora seja a minha área de eleição) não me entusiasmou, não posso dizer o mesmo do segundo. Aprendi, participei e queixei-me imenso, claro, face às diferenças que já começava a sentir em relação ao tipo de ensino praticado cá em Portugal. Se algum "superior" meu algum dia ler isto então deixo o recado: por favor, deem-nos mais independência e responsabilidade!

Nos entretantos aproveitei para estar com os meus amigos habituais, e tenho de confessar o bem que soube voltar ao meu grupo e aos disparates do costume de forma mais definitiva. Após um ano, acho que não posso dizer que tenhamos ganho alguma maturidade, feliz ou infelizmente. Continuamos a ser simplesmente nós, tal como sempre.

Apesar de ter andado o ano todo "fora", passado quase 1 mês após ter chegado foi tempo de fazer uma viagem desta vez mais curta (de apenas uma semana) ao Egipto. Em familia, andei pelo Cairo, onde vi as Pirâmides de Gizé e depois fizemos um cruzeiro no Nilo desde Luxor (zona do Vale dos Reis e dos grandes templos de Luxor e Karnak) até Assuão. Depois disso estive 2 semanas no Algarve e mais 3 dias em Évora, em casa da Sílvia.

As aulas começaram na segunda feira, dia 15. Foi óptimo voltar à minha faculdade e ver as minhas amigas. É engraçado como gostei de rever pessoas do meu ano que são apenas "conhecidas", pessoas com quem se costumam trocar apenas dois dedos de conversa. Acho que posso dizer que somos uma enorme familia, daquelas que tem tios-avós e primos-esquerdos-esquerdos que só se vêm uma ou duas vezes por ano mas que nessa altura adoram estar juntas porque é isso que torna o momento especial.
Os caloiros também já começaram a chegar, para se matricularem no 1º ano... é uma sensação tão estranha vê-los desta vez. Estive ausente um ano mas parece que foi mais do que isso. Eu que sempre fui participante inabalável das praxes este ano não me sinto capaz, parece que perdi a vontade e "talento" lol. Nem mesmo ver os meus colegas mais novos trajados, a maior parte deles praxados por mim em anos anteriores, me dá vontade de recomeçar. Parece que não me enquadro. E pior do que isso, eles parecem todos tão novos... os anos passaram sem dar-mos conta e não sei como é que já cheguei ao 5º ano.

Em relação a Paris.... penso em Paris todos os dias. Paris faz parte de mim mais do que cheguei a pensar possível. Paris faz parte de mim mais agora do que antes talvez. O "síndrome de abstinência" tem sido duro e inevitável, após um corte tão radical com algo que apesar de nos fazer sofrer também deu tanto prazer. Paris surge inesperadamente em cada conversa, em cada comparação, em cada sonho. Sonho com Paris, sonho que estou em Paris, sonho que voltei a Paris ou que nunca a deixei. Sonho com a residência e com os meus amigos, sonho com visitas e despedidas. Damos sempre mais valor às coisas quando as perdemos... e é tão verdade. Daniel, deves ficar desiludido ao saber que nunca mais cozinhei! E Fernando, desculpa se não disse nada por tanto tempo.. por onde andas? Por cá, já revi a Cata, a Iolanda, a Joana, a Mariana, a Xana, o iNeca! e o Ivan, o nosso Pedro dj, a Sílvia, o Nélson, o Dr.João e o Dr.Simão... mas nunca vai voltar a ser o mesmo. Também tentei ir ao Porto. Tenho saudades da Sara e do Luís, da Inês, da Racks e da Catarina, da Rita e do Gonçalo.. da Vanessa e da Liliana! Da "Ana Maia Fontes" e do Pedro e do Pedrocas. Como vão os nossos "brasileiros" e os nossos músicos? O David? Por onde andará a Maria Elena? O LHC vai-se portar bem, não é João?!. O que estarão a fazer o Samuel e o Behrang, a Sofia e a Marta? Sandro, já acabaste a tese?!..
Paris, assim como vocês todos, farão sempre parte de mim. Porque Paris foi fantástico.

domingo, 29 de junho de 2008

Erasmus Experience: Paris (132-217) The End

Um "petit cadeau" aos moradores da RAG entre 2007 e 2008... Não me vou esticar nas palavras...
Obrigado por tudo, a todos sem excepção.

Paris fez-me crescer.

You've made the difference in my life.

video

quinta-feira, 19 de junho de 2008

Afinal

não estou de férias. tenho exame de estágio amanhã. avisado hoje.

segunda-feira, 9 de junho de 2008

pessoau....

tou dji férias!!!